Trigo

Trigo

O trigo é a gramínea cultivada em todo o mundo, mundialmente, é a segunda maior cultura de cereais, sendo a primeira o arroz e a terceira o milho. O grão de trigo é um alimento básico usado para fazer farinha e, com esta, o pão, na alimentação dos animais domésticos e como ingrediente na fabricação de cerveja. O trigo é também plantado estritamente como forragem para animais domésticos, como a palha.

História

O trigo foi primeiramente cultivado no Crescente Fértil, no Médio Oriente. Os arqueólogos demonstraram que o cultivo do trigo é originário da Síria, Jordânia, Turquia e Iraque. Há cerca de 10.000 anos, uma mutação ou hibridização ocorreu, resultando em uma planta com sementes grandes, porém que não podiam espalhar-se pelo vento.

Esta planta não poderia vingar como silvestre, porém, poderia produzir mais comida para os humanos e, de fato, ela teve maior sucesso que outras plantas com sementes menores e tornou-se o ancestral do trigo moderno. O joio é uma espécie morfologicamente muito parecida com o trigo, que crescendo nas zonas cerealíferas, é considerada uma erva daninha desse cultivo.

A semelhança entre essas duas plantas é tão grande que em algumas regiões costuma-se denominar o joio como “falso trigo”, sendo esta semelhança usada na Parábola do Trigo e do Joio. A espécie tem distribuição cosmopolita estando presente em todas as regiões temperadas e subtropicais. Contudo após maduro o joio é fácil identificar e arrancar, diferenciando assim o trigo do joio.

Moagem

Denomina-se moagem de trigo o processo de retirada do endosperma ou farinha do grão de trigo.

O endosperma compõe cerca de 75% a 80% do total do grão, para podermos separar esse endosperma de casca ou farelo, o grão deve ser submetido a uma umidificação seguida de um repouso, o qual é determinado pela dureza do grão.

Esse repouso do trigo faz com que o farelo se torne flexível e friável, possibilitando assim a retirada da farinha,que fica agregada ao mesmo.

Para separar o endosperma da casca podem ser utilizados rolos de moagem em bancos de cilindros, seguidos de uma peneiração em peneiradores planos ou plansifters.

Os grãos passam diversas vezes pelos rolos até que se consiga fazer uma separação completa, para os grãos inteiros ou com grande quantidade de farelo agregado utilizamos rolos raiados.

Durante a primeiras passagens pelos rolos raiados, temos a geração de sêmolas, ou partículas de endosperma, que variam de 200 a 1000 mícrons de tamanho; abaixo dessa escala, já pode ser classificado como farinha e, acima, retorna novamente ao banco de cilindro para posterior moagem, seguida de peneiração. Assim sucessivamente, até que se retire todo o endosperma agregado ao farelo.

As sêmolas por sua vez passam pelo sassor onde são classificadas de acordo com sua pureza e seguem para bancos de cilindros com rolos lisos, para ser reduzidas; depois, são peneiradas novamente, voltam aos cilindros para ser comprimidas, assim sucessivamente até estarem na granulometria de farinha ou farelo.

É necessário um conjunto de rolos raiados e lisos e muitas peneiras para que o processo possa ser realizado de maneira que se retire todo o endosperma presente no grão.

Contraindicações

O trigo, assim como o malte, a cevada, a aveia e o centeio, contêm glúten na sua composição, desta forma, não deve ser consumido por pessoas com intolerância ao glúten.

Doenças

Existem muitas “doenças do trigo”, principalmente causadas por fungos, bactérias e vírus. O melhoramento de plantas para desenvolver novas variedades mais resistentes a doenças e boas práticas de manejo da cultura são importantes meios de impedir o desenvolvimento de endemias. No entanto, o uso de agrotóxicos, utilizados para prevenir a atuação dos agentes biológicos nocivos, pode ter um custo significativo na produção de trigo, alterando o preço final ao consumidor, além de afetar seriamente a saúde do produtor e indiretamente do próprio consumidor. As estimativas da quantidade de perda da produção de trigo devido a parasitas, variam entre 10-25% em Missouri.

Importância

Cultura essencial para a segurança alimentar, o trigo é o alimento básico para mais de um terço da população mundial e contribui para quase 20% do total de calorias e proteínas consumidas pelas pessoas, mais do que qualquer outra fonte alimentar.

É também uma importante fonte de carboidratos, proteínase fibras, além de minerais como fósforo, cobre e manganês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies para oferecer a melhor experiência para seus visitantes. Criado por WP RGPD Pro